Vinho: quanto mais velho, melhor?

É um grande engano achar que todo vinho melhora com o tempo. Nem todos aperfeiçoam e se alinham saborosamente com sua idade. Cada tipo de vinho possui sua característica  própria de produção, onde exigem que ele seja consumido pouco tempo depois de sua fabricação ou não.

Muitos confiam na lenda de que um vinho mais velho tem mais qualidade. Porém, nem sempre os rótulos de uma safra antiga serão melhores. Definitivamente, o vinho não terá um sabor melhor porque ficou mais tempo guardado.

Alguns vinhos conseguem a proeza de obterem uma qualidade superior quando são mais velhos, pelo fato de poderem envelhecer por mais tempo sem morrer, mas mesmo assim não significam que são os melhores de todos os vinhos.

Esses vinhos, geralmente,  devem e merecem esperar alguns anos até obter o seu ápice. E isso ocorre por conta dos taninos presentes na bebida, pois ajudam a conservá-lo por mais tempo.

Importante saber que o tanino concentra-se na casca das uvas, e que é uma substância química que já faz parte dela.  Por isso, é normal que esses vinhos aguardem mais tempo até o consumo, pois precisam amadurecer.

A quantidade desta substância indica se a bebida deve ser consumida logo ou se deve esperar. Os tintos geralmente tem maior tempo de guarda, já os brancos não precisam aguardar tanto, pois não são fermentados com as suas cascas. A extração de tanino nos vinhos brancos é pouquíssima.

Pois então, agora você já sabe que o termo “Quanto mais velho, melhor” é um mito. Pois cada vinho é singular e tem sua própria peculiaridade. Seja jovem ou mais velho, você só precisa encontrar o seu gosto e escolher qual vinho agrada mais o seu paladar.

jovens : Sua composição não exige grande tempo para maturação.

velhos: Por serem ácidos e com alta concentração de açúcar e álcool, costumam ser conservados por anos em barricas de carvalho para suavizar sua tanicidade e ganhar mais corpo.

Gostou do conteúdo?

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest

Deixe um comentário

Leia também: